Blog

O Pix é um bom negócio para o varejista?

Nos últimos dias, o assunto Pix entrou em nossas vidas pelos mais diversos meios de comunicação. Mas só nesta semana o sistema de pagamento instantâneo brasileiro começou a funcionar. Com tantas informações e chamadas para cadastramento, o Pix tem gerado muitas dúvidas por aí. Então vamos a alguns esclarecimentos.

O Pix é um bom negócio para o varejista?

O que é o Pix?
O Pix é um sistema de pagamento instantâneo que surge como uma promessa de revolucionar o processo de pagamento em diversas situações.  Criado pelo Banco Central, o Pix está disponível para todo cidadão que possui uma conta corrente, conta poupança ou conta de pagamento.

Como posso utilizá-lo?
Para utilizá-lo, basta entrar no aplicativo do seu banco, selecionar a opção Pix e informar a chave Pix, o que pode ser feito por meio de leitura de QR Code, e em 10 segundos o pagamento cai na conta do recebedor, sem qualquer custo ao pagador, quando esse for pessoa física. A chave Pix pode ser o CPF ou CNPJ, um número de telefone, um e-mail ou ainda pode ser gerado um código alfanumérico.

Qual a diferença para outras formas de pagamento?
Basicamente, o Pix é uma nova opção de pagamento rápida e simples e tem muitas vantagens quando comparada aos meios atuais. É mais rápida e ecológica do que os pagamentos em cédula. É mais rápida e econômica do que os pagamentos em cartão. E é mais rápida e descomplicada do que transferências como TED e DOC. Além disso, o Pix traz as transações financeiras para o ritmo imediatista que vivemos hoje, funcionando 24h por dia, inclusive em finais de semana e feriados.

Porque incluir o Pix na minha loja é um bom negócio?
O Pix é um facilitador no processo de pagamento por inúmeros fatores. A facilidade de uso do meio garante uma boa adesão dos clientes. Possui baixo custo para o recebedor e ainda elimina diversas taxas e custos com mediadores, como no caso de cartões e boletos bancários, já que transferência é direta.
É mais uma forma de pagamento que não necessita de um caixa fixo, garantindo mais versatilidade na sua loja física. Para vendas no e-commerce, o Pix é uma alternativa aos boletos que possuem uma dinâmica que dificulta a venda e a compra, principalmente em datas promocionais.
Os valores caem na sua conta em até 10 segundos, além de ser seguro e estar ao alcance de todos.

O que preciso fazer para receber pagamento de clientes pelo Pix?
O primeiro passo deve ser a certificação de que a sua instituição de pagamento seja autorizada pelo Banco Central, pois só assim você poderá utilizar o Pix. Então, também é preciso se integrar direta ou indiretamente aos agentes locais, para permitir o processamento de pagamentos pelo novo meio.
Feito isso, cadastre seu próprio Pix, vinculando ao seu CNPJ. Então, com a chave em mãos, procure seu fornecedor de software PDV para entender como utilizá-lo em seu sistema.

A Server já vinha preparando suas soluções para essa nova maneira de receber pagamentos e está quase finalizando a fase de testes. “Estamos em fase avançada de testes, é questão de algumas semanas para concluirmos. Como o PIX é muito recente e foi desenvolvido por entidades financeiras, as software houses tiveram acesso a ele somente depois de lançado. Fomos até onde era possível e agora que podemos vê-lo completamente, basta fazer alguns ajustes e testes finais”, comenta Diego Zanelatto, diretor técnico da Server.

Clique aqui para saber mais

23 de Novembro de 2020

Compartilhar

Nosso site utiliza cookies para criar uma melhor experiência de navegação para você. saiba mais

Ok